4853433.jpg
Portela.png

PORTELA - 2022

Enredo: Igi Osè Baobá

Compositores: Edmar Jr., André do Posto 7, Rafael Gigante, Paulo Borges, Vinicius Ferreira, Wanderley Monteiro e Bira

Prepara o terreiro, separa a mucua

Apaoká baixou no xirê

Em nosso celeiro a gente cultua

Do mesmo preceito e saber

Raiz imponente da “primeira semente”

Nós temos muito em comum

O elo sagrado de Ayê e Orun

Casa pra se respeitar: meu Baobá!

 

Obatalá, Colofé

(Tem) batucada no Arê

Pra minha gente de fé, Ayeraye (bis)

Nessa mironga tem mão de Ofá

Põe aluá no coité e dandá

 

Saluba, mamãe! Fiz do meu samba curimba

Mata a minha sede de axé

Faz do meu Igi Osè moringa

Quem tenta acorrentar um sentimento

“Esquece” que ser livre é fundamento

Matiz suburbano, herança de preto

Coragem no medo!

Meu povo é resistência

Feito um “nó na madeira” do cajado de Oxalá

Força africana vem nos orgulhar

 

Azul e “banto”, Aguerê e Alujá

Pra poeira levantar, de crioula é meu tambor (bis)

Iluayê na ginga do meu lugar

Portela é Baobá no congá do meu amor